Incorporadoras estão no alvo das securitizadoras

Com menos recurso da poupança, securitização ganha espaço e tenta conquistar incorporadoras.

A diminuição dos recursos da poupança e o crédito mais escasso estão gerando uma boa expectativa para as securitizadoras. Nos próximos dois anos, as empresas do setor esperam ter crescimento com os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) como alternativa de financiamento imobiliário. “O estoque de CRI cresceu nos últimos anos na medida em que o crédito imobiliário também foi aumentando. Agora, com a diminuição da poupança, abre espaço para os CRIs”, analisa Paulo de Paula Abreu, diretor de relações com investidores e presidente da Barigui Securitizadora.

De acordo com o executivo, o desafio é o mercado de CRI conseguir atrair os financiamentos feitos diretamente pelas incorporadoras com os clientes, algo que vem crescendo com o crédito mais escasso. “O mercado está em transição, vai ter mérito quem conseguir equilibrar a demanda do financiamento imobiliário com a demanda de quem quer investir neste tipo de ativo. A união destas duas pontas com eficiência irá ditar a tendência de crescimento para este ano e, principalmente, para o próximo.”

A Barigui Securitizadora alcançou pela segunda vez a liderança na emissão de CRIs, com 30 emissões de certificados no primeiro semestre do ano, num total de R$ 2 bilhões.

Securitização

Securitizar é transformar direitos creditórios – como os provenientes de contratos de compra e venda, contratos de locação ou outros – em títulos negociáveis no mercado. A securitização imobiliária pode ser estruturada em diferentes formatos. Em uma possível forma, o processo se inicia com um financiamento imobiliário, em que determinado cliente assume a obrigação de uma dívida. Essa dívida origina direitos creditórios à instituição financiadora que, por sua vez, cede a uma companhia securitizadora para estruturação de um CRI.

Fonte: Portal Investimentos e Notícias

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.